HOMESERVIÇOS PRESTADOS NO CONSULTÓRIOORIENTAÇÃO PSICOLÓGICA ONLINEMATÉRIAS PUBLICADASCURRICULUM RESUMIDOPESQUISAS EM ANDAMENTOFALE CONOSCO

LER MATÉRIALER MATÉRIALER MATÉRIALER MATÉRIALER MATÉRIALER MATÉRIALER MATÉRIALER MATÉRIA
CFP - Conselho Federal de Psicologia
BLOGSPOT EDYLEINE BENCZIKFACEBOOK EDYLEINE BENCZIKTWITTER PSIQUÊ

Avenida Tiradentes, 200 - Centro - São Roque - SP - (11) 4712-5870
Rua Artur de Azevedo, 1767 - cj 142 - 14º andar - Ed Altamura Premium Tower - Pinheiros - SP - (11) 998405476
Rua Caracas, 894 - Campolim - Sorocaba
benczik@ig.com.br - edyleinebenczik@gmail.com


O que é Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade

     O transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade, ou TDAH, é um transtorno de desenvolvimento do autocontrole que consiste em problemas com os períodos de atenção, com o controle do impulso e com o nível de atividade. Esses problemas são refletidos em prejuízos na vontade da criança ou em sua capacidade de controlar seu próprio comportamento relativo à passagem do tempo em tem em mente futuros objetivos e conseqüências.

    Hoje, admite-se que o defeito básico do TDAH seja a Função Executiva do cérebro (QUINN, 1995). Não se trata de um estado temporário que será superado, de uma fase probatória da infância. Não é causado por falta de disciplina ou controle parental, assim como não é o sinal de algum tipo de “maldade” da criança (BARKLEY, 2002).

    As crianças com TDAH demonstram níveis de atenção inapropriados para a idade, são impulsivas e geralmente hiperativas. Apresentam dificuldades para seguir regras e normas. Podem também apresentar problemas de conduta, agressividade, pobre rendimento escolar e dificuldades sociais, especialmente relacionados com os amigos e conflitos na família, tem uma baixa tolerância à frustração, o que intensifica ainda mais os seus conflitos, em casa e na escola (Benczik, 2000/2002).

    Os sintomas aparecem, freqüentemente cedo na vida da criança, mas torna-se ainda mais graves com o ingresso desta na escola. Durante o processo de aprendizagem escolar a criança necessita corresponder a exigências escolares, seja para focar mais a sua atenção, para permanecer sentada por muito tempo, seja para manter-se disciplinada, seguir as regras da classe e realizar as atividades propostas em tempo hábil.

    Não é difícil imaginar o grande impacto que este transtorno tem na vida familiar, social e educacional da criança. Deparamo-nos com pais e professores desesperados e perdidos, sem saber o que fazer e como lidar com a criança que não responde às intervenções normais deles. O TDAH configura um dos maiores desafios para pais e professores e estes devem ser orientados quanto à várias formas de manejar os sintomas tanto em casa quanto na escola.

Edyleine Bellini Peroni Benczik

Psicóloga – Mestre em Psicologia Escolar PUCCAMP
Doutora em Psicologia da Aprendizagem, do Desenvolvimento e da Personalidade pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP) e colaboradora deste veículo de comunicação.